quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

CASIMIRO DE ABREU

   CASIMIRO DE ABREU
                   (Capivari, 4/01/1839 -1 8/10/1860, Nova Friburgo)
            

A localidade onde viveu parte de sua vida, Barra de São João, é hoje distrito do município Casimiro de Abreu e também chamada casimirana em sua homenagem.
                
Recebeu apenas a instrução primária em Nova Friburgo. Fez amizade com Machado de Assis. Nasceram no mesmo ano. Tornou-se patrono da cadeira número seis da Academia Brasileira de Letras.

Influenciado por Gonçalves Dias e Álvares de Azevedo, Almeida Garret, Victor Hugo,  Lamartine, Byron.

Escritor de linguagem simples;
Tornou-se um dos poetas mais populares do Romantismo no Brasil.
Seu sucesso literário deu-se somente depois de sua morte. ( no Brasil e em Portugal).

Os temas de sua obra abordava:
A casa paterna; a saudade da terra natal e o amor.

Sua obra lírica está reumida no volume  As  Primaveras (1859)

Publicou também:
Camões e Jaú (cena dramática em versos brancos (1856)
Camila - Memórias duma viagem (romance inacabado), publicado na revista A Ilustração Brasileira, Lisboa.
A virgem loura - páginas do coração (1857), publicado no Correio Mercantil (RJ)

Publicou vários poemas em jornais e revistas que não entraram em As Primaveras.

Trechos de alguns poemas:

MINHA TERRA

"Todos cantam sua terra,
também vou cantar a minha,
Nas débeis cordas da Lira
Hei de fazê-la rainha."

MEUS OITO ANOS

"Oh! que saudades que tenho
da aurora da minha vida.
Da minha infância querida
que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!"


PEPITA

"[...]
Minh'alma é um livro lindo, encadernado,
[...]
- Vem tu, Pepita, soletrá-lo um dia...
Tem poemas de amor, tem melodia
       em cãnticos sem fim!"


Fonte: wikipédia
           Melhores Poemas. (Editora Global)


Nenhum comentário:

Postar um comentário