segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A CIDADE E AS SERRAS


Considerado um dos mais importantes  livros do escritor português Eça de Queiroz.

Último livro  de Eça de Queirós, foi publicado em 1901, um ano após a morte do autor.

A narrativa de A cidade e as Serras se passa no século XIX quando a cidade de  Paris era considerada o centro do mundo. Nos meios intelectuais da época havia um grande entusiasmo pelas teorias positivistas de Augusto Comte, criador do sistema que ordena as ciências experimentais consideradas modelo do conhecimento em vez das especulações teológicas e metafísicas(realidade que transcende a experiência sensível).

 Temática

Campo versus cidade é o centro do romance.

O gênero bucólico , cultivado por autores desde a Antiguidade, trata da oposição entre a vida tranquila e sábia do campo e a vida urbana, cheia de agitação.

O autor mostra a futilidade reinante em Paris e satiriza as idéias positivistas que deslumbravam os jovens intelectuais da  época.

 Personagens

Jacinto – entusiasta da vida urbana, das inovações tecnológicas e da ciência.

José Fernandes – narrador personagem, amigo de Jacinto desde os tempos de estudante, conta a história do amigo Jacinto.

Grilo – o mais antigo criado de Jacinto.

Joaninha – prima de José Fernandes, camponesa de Portugal.

 Enredo

Dom Galião, grande proprietário português, escorrega e é socorrido pelo infante Dom Miguel. Em 1831, Dom Pedro retorna do Brasil para assumir o trono português e destrona seu irmão Dom Miguel. Indignado Dom Galião muda-se para Paris com a mulher levando Grilo, futuro criado de Jacinto. Dom Galião teve um filho, Cintinho, que morreu antes do filho Jacinto nascer. Uma série de episódios ilustra a ridícula pretensão de superioridade dos parisienses. Então ocorre uma reviravolta... e Jacinto volta à terra natal de seus ancestrais.


Referência:


Guia do estudante/Literatura vestibular( 2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário