sexta-feira, 3 de julho de 2015

Mia Couto


                                 MIA COUTO

Pseudônimo de Antonio Emílio Leite Couto 

Nasceu na cidade de Beira, em Moçambique (costa oriental africana) em 5 de julho de 1955.

Um dos autores mais importantes e traduzido em vários idiomas

Foi o primeiro africano a vencer o prêmio União das Literaturas Românticas



 Mia Couto apresenta em sua obra inúmeras situações com referências aos mitos, às lendas, ao folclore  e a identidade do seu país e  povos africanos.
 
Sua obra mostra o conflito entre a imposição dos valores coloniais e os valores tradicionais, que, mesmo reprimidos, conseguiram se preservar por meio de situações que os colonizadores jamais conseguiram dominar ou compreender

 
Mia Couto é considerado o Guimarães Rosa da África

Terra sonâmbula foi considerado um dos doze melhores livros africanos do século 20
 
Fonte:
http://www.contioutra.com/dez-inesqueciveis-poemas-d

quarta-feira, 1 de julho de 2015

ESCRITORES ANIVERSARIANTES MÊS DE JULHO

INÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
(31/07/1936  [Araraquara] - )

Contista, romancista e jornalista.

Obras
Depois do sol (1965);
Bebel que a cidade comeu (1968);
Zero (romance) - 1975 (proibido pela censura até 1979);
Cadeiras proibidas (1976);
Pega ele, Silêncio(1976);
Dentes ao sol (1976)
Obscenidades de uma dona de casa (1981);
Não verás país nenhum (1981)

Cabeças de segunda-feira (1983);
O Beijo não vem da boca (1985)
O Homem de furo na mão (1987);
O Ganhador (1987)
A rua de nomes no ar (1988);
Strip-tease de Gilda (1995);
O Anjo do adeus (1995);
Sonhando com o demônio (1998);
O Homem que odiava segunda-feira (1999);
A altura e a largura do nada (2006);
O Menino que vendia palavras 2008).


CHICO BUARQUE
A vendagem mínima de seus livros é de  500 mil exemplares no Brasil.

Obras
Pecuária fazenda modelo[novela] (1974);
Chapeuzinho amarelo (1979);
A bordo do Rui Barbosa (1981);
Estorvo (1991);
Benjamim (1994);
Budapeste (2004) - Prêmio Jabuti melhor livro de ficção;
Leite derramado (2009).


HENIQUETA LISBOA
(15/07/1901 [Lambari] - 9/10/1985 [Belo Horizonte]).

Poetisa e ensaísta.
Recebeu diversos prêmios, entre eles o Prêmio Machado de Assis da ABL.
Obras

Fogo fátuo (publicado aos 21 anos.

Infantil
O menino poeta (1943);
Lírica (1958).


GUILHERME DE ALMEIDA
(24/07/1890 [Campina] - (11/07/1969 [São Paulo])

Foi advogado, jornalista, crítico de cinema, poeta, ensaísta e tradutor brasileiro.
Divulgou o poema Haikai no Brasil.
Primeiro modernista a entrar para Academia Brasileira de Letras em 1930;
Combatente na Revolução constitucionalista de 1932.
Foi sepultado no Mausoléu do soldado constitucionalista  no Parque Ibirapuera;

Obras
Nós
A Dança das horas(1919);
Messidor (1919).