sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

BARROCO

Segunda metade do século XVI ao início do séc XVIII

Três épocas

Maneirismo (1530-1640)
Alargamento e distorção das formas renascentistas

Barroco (1570-1680)
Expressão depurada e estilo sóbrio

Barroquismo (1600-1720)
Rebuscado e excessivo
Itália ( maneirismo)
Inglaterra (Eufuísmo)
França (Preciosismo)
Portugal (Cultismo ou conceptismo)
Espanha (Gongorismo)

Características
Reação ao racionalismo
Retorno à tradição cristã
Dualismo e tensão interna
Sentimento de transitoriedade
Pessimismo e gosto pelo macabro
Estilo com abundancia de ornamentos
Abuso das figuras de linguagem

Representantes

Itália
Michelangelo
Torquato Tasso

Espanha
Miguel de Cervantes
Francisco de Quevedo
Lope de Vega
Luís de Gôngora
Tirso de Molina
Ruiz de Alarcón
Calderón de La Barca

França
Michel Montaigne
Blaise Pascal
Jean Racine
François Fénelon

Inglaterra
Shakespeare

Brasil
Pe. Antonio Vieira - Sermões
Frei Vicente do Salvador
Gregório de Matos
Manuel Botelho de Oliveira

Um comentário: